Entrevista com Paula Ferreira do canal “Tudo nada a Ver”

Bom Dia, Boa Tarde ou Boa Noite!

Convidamos a maravilhosa Paula Ferreira para nos dar uma entrevista e é claro que ela topou na hora, mais antes da entrevista vamos conhecer um pouquinho da Paula?

Paula Ferreira é uma mulher trans que tem um canal no youtube chamado “Tudo nada a ver” onde é abordado diversos assuntos como filmes, curiosidades, entrevistas, movimento LGBT porém com foco no T e etc. 

Bora para a entrevista? Let’s Go!

1 – Como foi aceitar ser trans?

R: Hoje transexuais e travestis ainda são marginalizadas, mas quando me identifiquei anos atrás era ainda pior. quando vim morar em Campinas SP me instalei em uma republica gay, e la eles não permitiam a entrada de travestis ou trans, eu ainda não entendia bem as diferenças, mas sabia a partir dessa atitude que coisa boa não era ser do segmento “T”. Quando comecei me entender melhor fui sentindo medo do isolamento, dos preconceitos mesmo no meu próprio grupo, mas era algo mais forte que eu, assim como ser gay, ser trans não é uma escolha e por falta de informações foi assim cheia de medos que minha vida foi se adequando, porem, já na vivencia trans notei que é muito tabu criado em cima, que minha vida hoje é milhões de vezes melhor do que eu tinha antes, do que eu achava que poderia ser e a parte mais irônica, é que é melhor do que a vida das pessoas que impediam travestis de entrar em casa (risos)

2 – Como a família reagiu?

R: A primeira pessoa que eu contei foi minha mãe, me lembro que ela veio me visitar e sentamos e eu dizia o quanto eu sempre fui uma boa criança, educada, gentil, sempre elogiada pelos mais velhos, mas…..não queria me casar com uma mulher como fazia parte dos sonhos dela, apos a revelação desaguei a chorar acreditando que havia magoado minha mãe, que me surpreendeu rindo e me abraçando dizendo “- É só isso? achei que seu grande segredo era algo relacionado a drogas, você é meu grande amor, ser quem você é não muda nada pra mim, vem cá me abraça.” Nem preciso dizer que morri de chorar de alegria. O restante da família nem questionou minhas adequações, acho até que eles gostaram, fiquei mais feliz e transmitia isso à eles.

3 – Como é o mercado de trabalho para trans?

R: No geral? péssimo, se você é uma pessoa trans com aspectos binários, tudo bem, talvez, eu disse talvez consiga algo, como tenho amigas que trabalham dignamente, mas se você fugir aos padrões estipulados pela sociedade, bem sinto muito, provavelmente a prostituição seja sua ultima saída. A sociedade não da alternativa pras pessoas “T”, expulsas da escola, perdendo assim mercado de trabalho já que não estamos preparadas como todo o restante social. Se tem o conforto da aceitação da família ótimo, consegue continuar o caminho, mas se não, que é o caso da grande maioria, infelizmente ninguém oferece emprego. Triste realidade

4 – Como foi ser convidada a ser uma das representantes da parada LGBT de campinas?

R: Surpresa, pois la soube que seria a primeira trans a apresentar o evento. “Oi? Uma parada LGB (T) e nunca houve outra? Mais tarde descobri que houve uma travesti “Marcela Volpy” mas trans, infelizmente nenhuma. Lastimável quadro em várias paradas pelo Brasil. Precisamos mudar isso. Mas em um todo, fiquei feliz com o resultado não da parada em si, mas saber que minha presença se fez discutir o assunto e então reformulamos uma segunda parada pro mesmo ano e eu assumi a liderança de um trio onde só tivemos apresentadoras femininas.

5 – Mudou de cenário para uma nova era de se canal, nos conte a respeito?

R: O Canal TNAV já tem 2 anos, mas eu só peguei firme mesmo no ultimo ano, e de la pra cá tenho amadurecido o conteúdo, aprendido com os erros, revisto conceitos, achei que mudar o cenário seria o momento de expor novos pensamentos, mas sempre ter o gostinho de poder falar de tudo que tenha ou não a ver com as pessoas que estão assistindo, porém surgiram patrocínios e com isso um certo ISO de qualidade (risos).

6 – O momento mais triste de sua vida?

R: Receber a noticia do falecimento do meu pai.

7 – O momento mais feliz de sua vida?

R: O tempo todo, principalmente quando estou com minha mãe, valorizo muito a vida então não tem um momento específico. Sempre é tempo de ser feliz.

8 – Como surgiu a ideia do canal “Tudo nada a ver”?

R: Eu sempre me incomodei com a maneira que a mídia aborda a vida das travestis e trans, só falam que todas se prostituem, que todas são marginalizadas. Eu pensava, mas eu conheço tantas com uma vivencia diferente, seria legal se a TV e a internet mostrassem um outro lado também, pra poder dizer a todas as pessoas trans que somos capazes de vivermos felizes em outro cotidiano.O índice de preconceito aumenta por conta da maximização em dizer que todas pessoas trans vivem uma mesma vida, sendo que somos indivíduos únicos. Pensando nisso a ideia era mostrar minha vida, de ir no teatro, cinema, mercado e tudo mais. João Henrique meu editor e diretor abraçou a ideia e se tornou o canal que é hoje. O nome veio pelo fato de que eu não queria me prender a um único assunto, só restava saber se teria tudo ou nada a ver com o público. Ops surgiu o nome.

14937295_1199261273450144_2524832919828148789_n

9 – Até aonde espera chegar com o canal?

R: Quero ajudar pessoas, quero me divertir, enquanto rolar as duas coisas o canal existirá, não faço planos de dinheiro como ouço por aí, claro que será bem vindo, mas a ideia é que seja legal, se ficar obrigatório e massante eu mesma abandono.

10- Um recado para os formadores de opinião?

R: Eu sempre meço o que falo, pois sei que muitas pessoas leem, ouvem e seguem o que se é dito, muita gente quer saber sua opinião sobre determinados assuntos, é uma grande responsabilidade. Meu recado é… “pensar pra repassar”.

Então é isso, espero que tenham gostado dessa entrevista maravilhosa, deixaremos todas as redes sociais da Paula abaixo.Não se esqueçam de se inscrever no Canal da Paula e acompanhar todos seus videos.

REDES SOCIAIS

Facebook: Facebook.com/paula.ferreira/

Pag: Facebook.com/tudonadaaver/

Instagram: Instagram.com/paulaferreiravida/

Youtube: Youtube.com/channel/TudoNadaAVer/

Snap chat: paulaf.tnav

Espero que tenham gostado, beijos, se cuidem e ate a próxima.

falcon

Um comentário sobre “Entrevista com Paula Ferreira do canal “Tudo nada a Ver”

  1. Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiii…..obrigada pelo carinho de vcs, me senti a vontade com as perguntas vcs foram extremamente fofos comigo ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s